logotipo
pesquisa
    ManpowerGroup Employment Outlook Survey: 4º trimestre 2021

    Para o quarto trimestre de 2021, os empregadores nacionais continuam otimistas e, reforçam o clima de contratação positivo já notado no trimestre anterior. A previsão resulta do ManpowerGroup Employment Outlook Survey, que apresenta uma Projeção para a Criação Líquida de Emprego de +11%, para o período de outubro a dezembro, que reflete uma subida de 5 e de 6 pontos percentuais em relação ao trimestre passado e ao período homólogo de 2020, respetivamente, e marca a projeção mais elevada registada desde o início da crise pandémica.  

    No estudo, que apresenta os dados ajustados sazonalmente, são avançados sinais encorajadores para os candidatos, no próximo trimestre: dos 634 empregadores inquiridos, 14% preveem um aumento da sua força de trabalho, 6% projetam um decréscimo e 74% não antecipam nenhuma mudança, resultando assim numa Projeção não corrigida de sazonalidade de 8%.

    “As Projeções para o período de outubro a dezembro refletem o impacto que o progressivo alívio das medidas de combate à pandemia, aliado ao acelerar da vacinação, estão a ter na recuperação da atividade económica e na criação de emprego. Apesar deste otimismo, as consequências da pandemia para as empresas e a crescente digitalização têm vindo a acentuar o desencontro entre as necessidades das empresas e as competências disponíveis no mercado, levando a que estejamos hoje em valores máximos de escassez de talento.
    Se, por um lado, a resposta a esta escassez passa pela definição de estratégias mais relevantes de atração e retenção de perfis qualificados, apostando em elementos como a flexibilidade de horários e locais de trabalho, os benefícios personalizados ou as oportunidades de desenvolvimento, por outro, é também importante que organizações invistam num esforço de qualificação e requalificação da sua base de talento que potencie a aprendizagem de competências que permitirão aos trabalhadores mover-se para funções mais especializadas e com maior procura, que representarão o futuro do trabalho”, afirma Rui Teixeira, Chief Operations Officer do ManpowerGroup Portugal.

    Sector das Finanças e Serviços com aumentos sustentados nas contratações  
    Os empregadores de seis dos sete setores de atividade analisados preveem um crescimento do mercado de trabalho durante os próximos três meses, com apenas as empresas do setor da Restauração e Hotelaria a projetarem um decréscimo fixando a Projeção para a Criação Líquida de Emprego em -2%. À semelhança do observado no trimestre anterior, é o setor das Finanças e Serviços que apresenta os planos de contratação mais fortes, com uma Projeção de +15%, mantendo assim o ritmo de contratações já observado no trimestre anterior. 
    Positivas são também as intenções de contratação para o setor de Outras atividades de produção, e do setor de Outras atividades de serviços., Já o setor do Comércio Grossista e Retalhista perspetiva uma Projeção cautelosamente otimista de +7%. 
    Mais modesta, é a Projeção dos empregadores do setor da Indústria, que perspetivam uma Projeção de +4%, valor que traduz uma redução de 4 pontos percentuais desde o último trimestre. 

    Sul é a região com as previsões de contratação mais forte
    Para os próximos três meses, prevê-se um aumento nas contratações em todas as regiões de Portugal, com o Sul a registar a Projeção mais otimista, de +13%, seguido do Centro, com +12%, enquanto, no Norte, as perspetivas se situam abaixo, nos +7%.

    Forte otimismo nas intenções de contratação das Grandes empresas 
    No período de outubro e dezembro, todas as categorias de tamanho de organização esperam aumentar a sua atividade de contratação. As Grandes Empresas são, porém, as que preveem um ritmo mais forte, com uma Projeção para a Criação Líquida de Emprego de +23%. 

    Perspetivas globais de contratação são as mais fortes desde o início da pandemia
    Globalmente, as perspetivas de contratação são também as mais otimistas desde o início da pandemia, com os empregadores de 41 dos 43 países e territórios em análise no estudo a anunciar reforços nas contratações numa lista liderada pelos Estados Unidos, Índia e Países Baixos. Em oposição, os empregadores do Panamá, África do Sul e Singapura são os mais pessimistas. 
    Partilhe este artigo   

    Poderá interessar-lhe

    The Well-Informed Candidate
    Atualmente, os candidatos são a força dominante do processo de recrutamento graças à tipologia de informação que encontram à sua disposição. O que valorizam? Como podem as empresas agir para ser bem-sucedidas no recrutamento?
    Questionários MEOS
    À medida que as empresas se adaptam para fazer face à nova realidade que o surto de Coronavírus nos impôs.
    MEOS Terceiro Trimestre 2017

    O ManpowerGroup Employment Outlook Survey para o terceiro trimestre de 2017 revela que a contratação irá continuar a crescer, com as Grandes empresas, o setor de Restauração e Hotelaria e a região Sul do país a reportarem as projeções mais fortes para a criação líquida de emprego no período entre julho e setembro.





    Tem alguma dúvida?
    Entre em contacto
    connosco!
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Politica de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Política de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário